Calda Bordalesa (Sulfato Cobre 25 Kg + Cal Hidratada 25 Kg)

Marca: NacionalModelo:Disponibilidade: Imediata Referência: 900020


Por:
R$ 325,00

ou 12x de R$ 30,71 com juros

25 Kg - Sulfato de Cobre Penta-hidratado
25 Kg - Cal Hidratada

Calda bordalesa ou mistura de Bordeaux é um fungicida agrícola tradicional, composto de sulfato de cobre (II), cal hidratada ou cal virgem e água, em simples mistura. Possui comprovada eficiência sobre diversas doenças fúngicas. Muito usada em videiras para combater o Míldio, em caquizeiroscitrosorquídeas e outros cultivos. Possui também ação contra infecções por bactérias e determinadas pragas.

Formulação e Preparo

Utilizando-se recipientes não metálicos e considerando-se para 1 litro de calda a 1% (1:1:100), temos: 10g de sulfato de cobre em pó, 10g de cal virgem (CaO a 95%) e 1 litro de água em temperatura ambiente. Considerando que o Kit é composto por 1 Kg de cada produto, é possível fabricar até 100 Litros.
sulfato de cobre é fechado em um saco de pano poroso e deixado imerso em 0,5 litro de água por 24 horas para a completa dissolução dos cristais. Vinte e quatro horas representam um tempo seguro de diluição para a maioria das condições. Em outro recipiente é feita a reação da cal com pequenas quantidades de água; à medida que a cal "queima" segue-se adicionando água até completar 0,5 litro. Em um terceiro recipiente as duas soluções devem ser misturadas. Deve se acrescentar aos poucos a mistura de sulfato de cobre à de cal, sempre agitando fortemente com um utensílio não metálico. Devemos sempre adicionar o ácido (Sulfato de cobre) à base (Cal) devagar para evitar reação de aquecimento.

Calda Bordalesa (Pronta para Uso)

Neste ponto a mistura deveria estar neutra ou, de preferência, levemente alcalina para evitar a fitotoxicidade provocada pelo sulfato de cobre livre. Certifica-se, medindo o pH da calda, com um pHmetro ou outro meio indicativo. Pode-se, por exemplo, improvisar uma checagem da acidez através de um objeto metálico, como uma faca de aço. Para tanto, mergulha-se a faca por 2 ou 3 minutos no preparado. Se a faca escurecer, isto indica acidez excessiva. Neste caso seria necessário elevar o pH, adicionando-se mais mistura de cal à calda.

Tratamento

A mistura atua por meio dos íons de Cobre (Cu2+). Estes íons afetam as enzimas dos esporos do fungo de tal forma que impede o seu desenvolvimento. Sendo assim, a Calda Bordalesa deveria ser usada preventivamente antes do estabelecimento de doenças fúngicas. Recomenda-se o uso com cautela, evitando-se abusos nas quantidades. Na realidade cada espécie de planta apresenta uma sensibilidade e necessidade específica de concentração desse preparado. Contudo, como regra genérica, a fórmula acima é indicada para a maioria das plantas adultas, enquanto no caso de mudas ou brotações prescreve-se diluir essa mistura a 50% com água.

Pulverizadores agrícola e doméstico

Fazendo uso de um pulverizador, ministra-se o produto em dia ensolarado, e assim borrifando a planta inteiramente. É prudente uma pré-filtragem na calda para evitar entupimentos no equipamento de aspersão. Feita a calda ela tende a se oxidar, por isso deve ser aplicada em 24 horas para melhor eficácia e repetido, ao menos uma vez, o tratamento a cada 15 dias. Complementando este procedimento, costuma-se obter melhor resultado quando as partes da planta, afetadas pela doença, são podadas antes da pulverização. Porém é preciso antes estudar se a espécie, em questão, pode ser podada sem prejuízo a sua particular fisiologia. Sendo que as partes extirpadas devem ser, de preferência, incineradas.

Cuidados com o seu uso

O sulfato de cobre desequilibra o ambiente através da lixiviação do solo. Com isso o cobre tende a se acumular danosamente na terra. A calda, em excesso, polui os rios, prejudica os peixes e criações de animais. Ela extermina por completo as minhocas no solo, que são benéficas em qualquer cultivo saudável e imprescindíveis na agricultura orgânicaA calda bordalesa é um produto com certo grau de toxidade. Desta forma, frutas, sementes, folhas, etc. que foram tratadas com esse preparado devem ser evitados e não ingeridos. Embora seja de baixa volatilidade, ela pode produzir irritações na pele e mucosas quando em contato direto com o corpo. Sendo assim, como na maioria das aplicações de produtos agrícolas, durante sua manipulação é necessário seguir procedimentos padrões de segurança. Ou seja, deve-se usar trajes apropriados e cuidados como luvas impermeáveis, máscaras de proteção e botas de borracha.

 

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características



    Imagens meramente ilustrativas

    Produtos adquiridos em maiores quantidade não necessariamente serão enviados de forma fracionada

    Exemplo:

    2 unidades de 1 litro ou 1 Kg poderão ser enviadas em 1 unica embalagem com 2 litros ou 2 Kg

    Confira os produtos

    Fale Conosco pelo WhatsApp